Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Cheiro dos Livros

Depois de ser uma aventura radiofónica resume-se agora a uma forma de manter a minha biblioteca pessoal organizada...

O Cheiro dos Livros

Depois de ser uma aventura radiofónica resume-se agora a uma forma de manter a minha biblioteca pessoal organizada...

Almoço de Domingo de José Luís Peixoto

Milheiras, 04.05.21
Almoço de Domingo
 
Título: Almoço de Domingo
Autor: José Luís Peixoto 
ISBN: 9789897224607
Edição/Reimpressão: 03-2021
Editor: Quetzal Editores
Idioma: Português
Dimensões: 147 x 234 x 24 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 264
 
Sinopse

Um romance, uma biografia, uma leitura de Portugal e das várias gerações portuguesas entre 1931 e 2021. Tudo olhado a partir de uma geografia e de uma família.

Com este novo romance de José Luís Peixoto acompanhamos, entre 1931 e 2021, a biografia de um homem famoso que o leitor há de identificar — em paralelo com história do país durante esses anos. No Alentejo da raia, o contrabando é a resistência perante a pobreza, tal como é a metáfora das múltiplas e imprecisas fronteiras que rodeiam a existência e a literatura. Através dessa entrada, chega-se muito longe, sem nunca esquecer as origens. Num percurso de várias gerações, tocado pela Guerra Civil de Espanha, pelo 25 de abril, por figuras como Marcelo Caetano ou Mário Soares e Felipe González, este é também um romance sobre a idade, sobre a vida contra a morte, sobre o amor profundo e ancestral de uma família reunida, em torno do patriarca, no seu almoço de domingo.

O Poder das Emoções Positivas de Américo Baptista

Milheiras, 01.05.21
O Poder das Emoções Positivas
 
Título: O Poder das Emoções Positivas
Autor: Américo Baptista 
ISBN: 9789896930189
Editor: Pactor
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 234 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 228
 
Sinopse

As emoções positivas, para além de agradáveis, têm uma enorme influência nos diversos aspectos da nossa vida, das empresas e da sociedade em geral.

A nível individual, as emoções positivas facilitam a resolução de problemas, estimulam a criatividade, promovem o bem-estar e a felicidade e contribuem para a nossa estabilidade e sucesso familiar e profissional.

Nas empresas, um clima em que predominem as emoções e interacções positivas está associado a níveis de alto rendimento das equipas, ao sucesso empresarial e ao bem-estar dos funcionários..

É para nos apresentar as estratégias que podemos utilizar para iniciar, aumentar e manter as emoções positivas que surge este livro, suportado pelo mais actual conhecimento científico e escrito de um modo simples, acessível e com humor. como as emoções são contagiosas, uma vez conhecidas e divulgadas, estas estratégias poderão criar uma espiral positiva que faça com que todos nos sintamos mais felizes e possamos florescer!

Ao longo do livro são abordados, entre outros, os seguintes temas:

- Emoções positivas: florescer, felicidade, optimismo, bem-estar, qualidade de vida, prazer, riqueza psicológica, gostar e querer
- Psicologia positiva
- Psicoterapia positiva
- Intervenções para aumentar a felicidade
- Neurociências
- Expressões faciais
- Ciências do cérebro
- Psicologia e Economia

 

Combates pela Verdade de João Pedro Marques

Milheiras, 28.04.21
Combates pela Verdade
 
Título: Combates pela Verdade
Autor: João Pedro Marques 
ISBN: 9789897025525
Edição/Reimpressão: 05-2020
Editor: Editora Guerra & Paz
Idioma: Português
Dimensões: 151 x 229 x 13 mm
Páginas: 192
 
 
Sinopse

Em Abril de 2017, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visitou a ilha de Gorée, no Senegal, uma ilha que está simbolicamente associada ao tráfico transatlântico de escravos. As declarações que a esse respeito então fez desencadearam uma verdadeira tempestade de críticas e foram pretexto para um debate público que já dura há três anos.
Que pretendem os críticos de Marcelo? Valerá a pena voltar à escravatura tantos anos depois? Deverá Portugal pedir desculpa pelo seu envolvimento nessa prática? Seria o padre António Vieira um apologista da escravidão dos negros? Teremos de alterar os programas de ensino da História, com visões alternativas desses acontecimentos? Foi Lisboa uma importante capital do tráfico negreiro? Combates pela Verdade: Portugal e os Escravos responde a essas e a muitas outras questões.

 
 

1755 - O Grande Terramoto de Filomena Oliveira e de Miguel Real

Milheiras, 25.04.21
1755 - O Grande Terramoto
 
Título: 1755 - O Grande Terramoto
Autor:  Filomena Oliveira e Miguel Real 
ISBN: 9789725592717
Editor: Europress
Idioma: Português
Dimensões: 140 x 204 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 216
 
 
Sinopse

Dois eixos dramáticos unifi cam o todo da peça: a história de Mariana e do seu presumível incesto com o conde de Unhão, que se inscreve na Lisboa popular, e a história da ascensão ao poder do Marquês de Pombal, como ministro do reino e construtor do Estado português contemporâneo.
O contexto de toda a acção dramática localiza-se em Lisboa, antes, durante e depois do terramoto.
Ao longo da primeira parte, esboçam-se os confl itos entre as personagens e grupos sociais (os políticos, os nobres, os religiosos, os embaixadores, as prostitutas do Botequim da Rosa, o povo das ruas de Lisboa) na luta por privilégios, infl uências, interesses e poder. Na segunda parte, iniciada a partir dos escombros do terramoto, evidencia-se a emergência do poder pessoal do Marquês de Pombal que, iluminística e despoticamente, intenta não só construir uma cidade nova como igualmente criar uma nova mentalidade e um novo Portugal.
Nos escombros do velho Portugal, supersticioso e deca dente, de nobreza falida, dominado por uma mentalidade eclesiástica, nasce a ferro e fogo uma cidade nova, geométrica, e um país moderno, burguês, sem escravos nem cristãos-novos, com escolas públicas e comércio intenso.

Veio Depois a Noite Infame de Margarida Palma

Milheiras, 18.04.21
Veio Depois a Noite Infame
 
Título: Veio Depois a Noite Infame
Autor: Margarida Palma 
ISBN: 9789897412295
Editor: Casa das Letras
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 234 x 31 mm
Páginas: 448
 
Sinopse

Lisboa, 1921. Vivem-se ainda as sequelas da Grande Guerra e os temores causados pela Revolução Russa, mas sente-se sobretudo o descrédito dos políticos, responsáveis por uma crise sem fim à vista que mergulha o País na miséria e acende, por todo o lado, focos de violência. O assunto é tema de conversa em casa do advogado viúvo Eugénio Furtado - o «palacete» onde reside com as irmãs e a sua bela e encantadora filha Madalena -, mas também no prédio ao lado, do qual são inquilinos um casal de aristocratas russos refugiados, um velho fidalgo monárquico, uma prima de Eugénio e a famosíssima Elisa, actriz de grande talento mas reputação duvidosa, que organiza continuamente festas e jantares. É num desses serões que Madalena conhece um médico por quem se apaixona; mas, se o namoro poderia, à partida, ter quase tudo para dar certo, uma série de mal- -entendidos e intrigas vem minar a relação dos dois, tal como o cortejo de conflitos e dramas sociais mina a credibilidade do regime, culminando na Noite Sangrenta - talvez o mais trágico e vergonhoso episódio da nossa história colectiva - durante a qual desaparece misteriosamente um dos protagonistas do romance. Com um riquíssimo leque de personagens - republicanos convictos e saudosos do rei, devotos de Fátima e ateus, aristocratas, burgueses e populares -, Margarida Palma parte do microcosmos de um bairro lisboeta para nos dar conta de como se vivia e amava em Portugal no mais violento período da I República.

O Cântico dos Melros de Augusto Carlos

Milheiras, 15.04.21

O Cântico dos Melros

Título: O Cântico dos Melros
Autor: Augusto Carlos 
Editor: Nova Vaga Editora
Páginas: 140
 
 
Comecei a ler a : 30 de Abril de 2020
Terminei a leitura a 24  de março de 2021
 
Opinião:
 
 
Este livro foi o meu companheiro durante este primeiro ano de pandemia, um livro que nos faze pensar, e que coloca Rui numa situação inesperada e que ninguém vê ou não quer ver...
Coincideências???? Talvez!!! Não se fala em virús... Mas falasse em sociedade e sua complexidade perante desafios inesperados...
 

Ouvir o Que a Criança Não Diz de Miguel Estrada

Milheiras, 13.04.21
Ouvir o Que a Criança Não Diz
 
Título: Ouvir o Que a Criança Não Diz
Autor: Miguel Estrada 
ISBN: 9789897416699
Editor: Oficina do Livro
Idioma: Português
Dimensões: 209 x 294 x 6 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 112
 
Sinopse

"Alguma vez ‘engarrafaste’ os teus sentimentos? Se sim, descreve o que aconteceu." Os exercícios deste guia convidam a criança a escrever, a desenhar, a fazer listas - e dessa forma apelativa e surpreendente ajudam-na a expressar emoções, a resolver problemas, a aprender a controlar a raiva, a melhorar a sua capacidade de comunicar.
Fazem luz sobre alguns dos seus medos, sonhos, mágoas, esperanças, dificuldades e desejos.
E ajudam os adultos a compreender o que se passa no mundo interno da criança.

O Segredo do Sistema Imunitário de Doutor Manuel Pinto Coelho

Milheiras, 10.04.21
O Segredo do Sistema Imunitário
 
Título: O Segredo do Sistema Imunitário
Autor:  Doutor Manuel Pinto Coelho 
ISBN: 9789896609702
Edição/Reimpressão: 03-2021
Editor: Oficina do Livro
Idioma: Português
Dimensões: 156 x 234 x 11 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 224
 
 
Sinopse

Mais do que nunca, devemos olhar menos para a semente e mais para o solo que a acolhe, dando ao nosso sistema imunitário a importância que lhe é devida, tendo em conta o seu papel determinante na proteção contra infinitos agressores, uns mais famosos que outros.
E podemos fazê-lo através de medidas simples como usufruir da luz solar para aproveitar a riqueza da «vitamina» D e cuidar da microbiota como o verdadeiro tesouro que é.
Esta é a oportunidade! A altura certa para refrear o aporte de calorias, de evitar os alimentos que inflamam o intestino, de praticar um exercício físico moderado e adaptado às características de cada indivíduo, de usufruir de um sono reparador e uma vida, dentro do possível, sem stresse.
E que não seja necessária mais uma pandemia para entender como devemos cuidar do nosso sistema imunitário para que ele cuide de nós, apostando num estilo de vida saudável, promovido por todos, a começar pelos nossos governantes que tanto podem fazer nesse sentido, fomentando o que é saudável em detrimento do que nos faz mal.
Este livro é uma viagem ao centro do universo de cada indivíduo que é o seu sistema imunitário, aos seus segredos rodeados de células e órgãos e com uma estratégia digna do melhor dos exércitos.

 

Regresso a Casa de José Luís Peixoto

Milheiras, 08.04.21
Regresso a Casa
 
Título: Regresso a Casa
Autor:  José Luís Peixoto 
ISBN: 9789897227059
Edição/Reimpressão: 08-2020
Editor: Quetzal Editores
Idioma: Português
Dimensões: 126 x 197 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 120
 
 
Sinopse

Intimidade, confissões, família, memória e pacificação: assim é o novo livro de poemas de José Luís Peixoto.

O novo livro de José Luís Peixoto fala-nos das quatro paredes de uma casa - e de todas as suas recordações em tempo de pandemia. Evoca a solidão, o isolamento, as portas fechadas, mas também a solidariedade das recordações: a mãe, o pai, os aromas, a família, a aldeia, o amor. Há espaço para a recordação da infância como para a peregrinação pelo mundo inteiro, como um Ulisses em viagem perpétua, rodeado de objetos próximos e voltado para dentro, para o lugar onde se regressa sempre: a casa.

«As estantes são ruas. Os livros são casas onde podemos entrar ou que podemos imaginar a partir de fora. Há livros que visitámos e há livros onde vivemos durante certas idades, conhecemos cada uma das suas divisões, trancámo-nos por dentro.
Fomos jovens durante tantos capítulos mas, de repente, um dia, apercebemo-nos de que restavam cada vez menos páginas entre o polegar e o indicador.»

Filomena Marona Beja ( Biografia)

Milheiras, 19.03.21

 

Filomena Marona Beja

Filomena Marona Beja nasceu em Lisboa, a 9 de Junho de 1944. Até  de 2008, desenvolveu na área da Documentação técnico-científica a sua actividade profissional.
JunhoPublicou os romances Betânia (2000), A sopa (2004), com o qual ganhou o Grande Prémio de Literatura DST em 2006, A duração dos crepúsculos (2006), A Cova do Lagarto (2007), galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela da APE / DGLB, e As cidadãs (2009).

 

Mas eu conheci o seu trabalho através do livro Eléctrico 16, que não foi premiado, mas fez com que me interessasse pela sua obra, de uma leitura fácil, mas que nos faz pensar e reflectir e acaba por ser imtemporal.