Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Cheiro dos Livros

Depois de ser uma aventura radiofónica resume-se agora a uma forma de manter a minha biblioteca pessoal organizada...

O Cheiro dos Livros

Depois de ser uma aventura radiofónica resume-se agora a uma forma de manter a minha biblioteca pessoal organizada...

Azul-Corvo de Adriana Lisboa

Milheiras, 26.01.14
Azul - Corvo

Título: Azul-Corvo
Autor: Adriana Lisboa 
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 240
Editor: Quetzal
ISBN: 9789897220135
Sinopse

 

Após a morte da mãe, Evangelina, Vanja, decide voltar aos Estados Unidos, onde nasceu, para tentar localizar o seu pai. Em companhia do ex-marido da mãe, Fernando, e de um simpático garoto salvadorenho, Carlos, ela mergulha em recordações alheias para organizar a sua própria história. Neste trajeto, Vanja também toma consciência do passado recente do Brasil, por meio das lembranças de Fernando, o exguerrilheiro no Araguaia.

 

Críticas de imprensa

«Azul-Corvo é um romance sobre a pertença – e nesse sentido Adriana Lisboa propõe uma discussão mais do que atual. Todas as personagens estão em trânsito (uma verdadeira diáspora de indivíduos) e os lugares que habitam são provisórios, precários, movediços. Vanja, a certa altura, pergunta-se se “ o espaço que uma pessoa ocupa no mundo sobrevive à própria pessoa”. Ora narrando as suas memórias provisórias, feitas de sofrimento sim, mas alicerçadas em amizades sinceras, o livro termina quando a sua vida efetivamente começa, ou seja, quando Vanja passa a ocupar um espaço próprio no mundo. Uma história inesquecível.»
Luiz Ruffato

«[…] Evangelina é uma narradora exímia em fazer desfilar dúvidas e vontades numa catadupa sintáctica e estilística impressionante, reveladora do estilo muito reconhecível de Adriana Lisboa, uma falsa (mas bela) fragilidade verbal a envolver frases de assombrosa violência telúrica.»
Sara Figueiredo Costa, Time Out

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.