Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Cheiro dos Livros

Depois de ser uma aventura radiofónica resume-se agora a uma forma de manter a minha biblioteca pessoal organizada...

O Cheiro dos Livros

Depois de ser uma aventura radiofónica resume-se agora a uma forma de manter a minha biblioteca pessoal organizada...

O Anjo Branco de José Rodrigues dos Santos

Milheiras, 04.01.14

O Anjo Branco

 

Título: O Anjo Branco

 

Autor: José Rodrigues dos Santos

 

Edição/reimpressão: 2010

 

Páginas: 680

 

Editor: Gradiva Publicações

ISBN: 978989616390

 

 

 

Adorei este livro, e apareceu na minha vida mesmo na altura certa, aliás como sempre. Esteve 2 anos na minha prateleira e só no dia 4 de Dezembro decidi lê-lo.  E levei exactamente um mês a lê-lo...

Excertos:
" Todos nós conseguimos reconhecer o bem com facilidade (...) Mas já viste como é difícil defini-lo? O que é o bem? Um conceito tão simples se revela tão difícil de expressar, não é?"
"Não tenho respostas finais para o problema do bem e do mal (...) A única coisa que te posso dizer é que te deves guiar pela consciência. (...) Quero apenas explicar-te que, ao longo da tua existência, espero que sejas uma pessoa boa. Na vida vais decerto encontrar situações difíceis e dilemas dolorosos. Nem sempre a solução mais fácil é a melhor. Por vezes temos de escolher entre um mal que nos facilita a vida e um bem que nos dificulta tudo. Escolhe sempre o bem. "
"Mas afinal o que é o bem? Se antes da guerra Hitler estivesse a morrer e eu o tivesse salvo, será que tinha praticado o bem? Se eu ajudar um amigo a obter um emprego, estarei a fazer o bem? Então e a outra pessoa que deixa de ir para esse emprego só porque pus lá o meu amigo? Ao fazer o bem a uma pessoa não estou a fazer o mal à sua concorrente ou às suas futuras vítimas?"
" O que quero dizer é que a questão do bem e do mal sempre gerou mais perplexidades do que certezas. (...) O que é o bem e o que é o mal? Todos nós intuímos estes conceitos, mas a sua definição precisa escapa-nos. Até hoje."
" Sabe o que na verdade é o mal? (...) É a incapacidade de nos pormos no lugar do outro."
"O bem é pormo-nos no lugar do outro. E actuar em cconformidade, claro."

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.